sábado, 1 de novembro de 2008

MEU, TEU PRAZER



















Amputa as pernas
e não estará satisfeito

arranca os olhos
corta os braços

e não estará satisfeito

desvia o sonho
tapa a boca
fecha os ouvidos

e não estará satisfeito

mas eu me abaixo,

de joelhos,
te provo o contrário.


Ivone fs.

2 comentários:

MARCELO FARIAS disse...

O título deste poema bem poderia ser o título de seu livro.

Trish R. disse...

Adorei!