quinta-feira, 16 de julho de 2009

Traços à Caiero


de tudo que já julgaram inútil
contesto apenas as demências
pois elas fazem sentido
poucos vêem com olhos lúcidos de hora integral

pensar é enlouquecer devagar
a cada segundo enlouquecer
de raiva e ciúme enlouquecer
enlouquecer até de não pensar

e de pensar
e ficar louco
devagar
pouco a pouco
aprendi a não procurar respostas
aceitando os exageros de minha futilidade
e dor

quando penso esqueço das horas saltadas
fora da sanidade
em um mundo de irreflexão e tolices
e volvo insano outra vez
de remorso e alivio bruto
devagar e bruto
louco
bruto

eis a fórmula d'alquimista!
pensar!
prefiro estar doente
a observar em eterno...
e não fazer juízo de minhas impressões

3 comentários:

Marcelo Farias disse...

Você é um louco!...

Seja bem vindo sempre Zé!

Trish River disse...

"Louco" é pouco!

;p

Caio Marques disse...

Excepcional e preguiçoso.