segunda-feira, 19 de outubro de 2009

O QUADRO INACABADO






















Aquele quadro que está ali na parede
É minha obra inacabada
Percebam que não tem espaço vazio
Os prados, os montes, a casinha da colina
As crianças, o lobo, o rio com peixinhos coloridos
Preenchem cada vão da minha arte inacabada

Percebam, eu estou lá
Em algum lugar tentando explodir
Uma pedra
Tentando escrever algo de domingo
Rabiscando agendas
Chorando palavras jogadas
Com tinta sangue

Aquele quadro que está ali na parede
Tem muito de mim
Percebam que as pessoas não param
E o vento inquieto faz cócega nas folhas das palmeiras
Percebam a inquietação dos coelhinhos
E a irritação dos potros

Percebam, eu estou lá
Sentado nalgum lugar
Entre as prisões que eu mesmo pintei
Tem tudo de mim neste quadro
Percebam
Os sentimentos, as emoções, esta ânsia de amar
Percebam
Eu estou lá, em algum lugar tentando explodir uma pedra.


Radyr. Ilustração: quadro sem título de Augustin de Lassus.

3 comentários:

MARCELO FARIAS disse...

Radyr, podemos achar você já no Olimpo dos poetas!...

Trish River disse...

Adorei! =D

Augustin M. D. de Lassus disse...

Obrigado por publicar meu quadro em seu blog. Abraço