terça-feira, 25 de dezembro de 2007

2008 te espera...respire!



Um pedaço de carne
Crua, em brasa, em cruz
Tomado de assalto
Por um tempo ruim...
Um pedaço de sonho
Banhado em sangue
E sonho medonho...
Em vão.
No ano bom preciso
Fechar as feridas
Que a vida criou...
Achar tempo bom,
Um amor...que não arda.
Um pedaço de brinde
E um copo, um tim tim...
Vem ser feliz,
Apodreça teus medos
Em mim...


Feliz Natal e um bom 2008.
Que vcs sejam muito felizes!

Um comentário:

marcelo disse...

Sempre postando com impácto! Muito bom o poema.