segunda-feira, 31 de dezembro de 2007

PÉTALAS


















Me desfaço em versos
como se fossem pétalas...
Sentindo o cheiro das palavras
a embriagar o papel em branco
e com a cor dos sonhos
pincelam o vazio, gravam no tempo
rosas e espinhos...
Depois as pétalas voam
como se fossem pássaros
em busca do ninho.



Sirlei Passolongo.

2 comentários:

MARCELO FARIAS disse...

Lindo!

Sirlei disse...

uaua, adorei ver Pétalas por aqui, abraços!