sábado, 29 de dezembro de 2007

VIA CRUCIS














Seguro com as mãos, paredes invertidas,
pervertidas pelo mofo gerado entre os tijolos
da minha própria vida.

Ah! Tijolos de tal olaria!
Dela veio o barro ordinário, em mim posto.
Imposto com larvas, mescladas com a lama.
Que não me queria...

Fui assim feita em patamares grudados com lodo.
Sumariamente cerzidos tortos.
Construídos como se constroem as lápides profundas.
Cuja a forma não importa,
pois o suposto é que nada vêem,
insetos, vermes, mortos...



Heloisa Galvez. Ilustração: trecho da crucificação de A Paixão de Cristo, de Mel Gibson.

Um comentário: