domingo, 13 de abril de 2008

Festa da Saudade


DIA


saudade canta
no peito,

s a l t a

tal qual criança
pulando corda.

depois, bêbada,

tropeça

vomita no chão,
e do chão
pinta as paredes
com o vermelho
da solidão.

levanta-se
como se cair fosse
um passo de dança

e faz roda de ciranda
de mãos dadas
com as
lembranças.


NOITE


já suada,
tira a roupa,
vai pra cama,

abre as pernas

e diz

- vem.

aí dorme eu dentro dela,
ela dentro d'eu

sem saber se
eu sou ela
ou se ela sou eu.

André Espínola

3 comentários:

Marcelo Farias disse...

Fantástico!

Fenridal disse...

See Please Here

Flores Online disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Flores Online, I hope you enjoy. The address is http://flores-on-line.blogspot.com. A hug.