quarta-feira, 9 de abril de 2008

TEU PAU

















Ondula em minha língua.
Teu desejo bruto,
hexaedro, poliedro
qual diamante cristaliza-se.

Atrai-me em fascínio!

Pego pela boca,
danço e cubro
todo o espaço...

-Teu pau é lindo!

Tua tez saliva meu corpo,
jorra céu em terra úmida
acende,
encosta,
mostra o inatingível,
suga meus mamilos!

Subo,
aperto,
contraio a tua essência

vestida em teu corpo.
Grito... teu nome...



Ivonefs.

2 comentários:

MARCELO FARIAS disse...

Finalmente, um poema pornográfico que não é baixaria!!!

José Paulo Coelho Faradji Chadan disse...

mto bom!!