quarta-feira, 30 de abril de 2008

ATADA






















Visto cambraias
nas vistas do dia,

nas sombras das linhas
chuvisco neblina

entre paredes caiadas
armo uma rede,

deito todas as horas de espera
e me cubro de promessas

essas

que me faço
porque acredito

em minhas mãos e nas tuas
entrelaçadas.


Ivonefs.

3 comentários:

MARCELO FARIAS disse...

O que eu posso dizer, Ivone?... Perfeita!

Kalar disse...

See Please Here

Ana Kaya disse...

Muito bom.