domingo, 22 de fevereiro de 2009

NÃO SEI SE A LUA MENSTRUA



















Não sei se a lua menstrua
mas hei que a vejo inquieta
em noites que ela se fecha
como quem tem raiva de tudo.
Por vezes parece gritar
quando as nuvens
impedem seu brilho
e ela faz cena,
não sai do lugar...
Como quem vive
um martírio
quer o céu todo pra si
feito fêmea impulsiva
logo míngua, numa quase insana
fadiga.

Até que límpido
o céu fica,
ela cresce
e se enche
toda bonita
feito mulher
em dia de festa...
Esquece tudo
e sai pra brilhar.


Sirlei L. Passolongo

2 comentários:

MARCELO FARIAS disse...

...Mas sei que você é uma estrela brilhante da poesia!

carlos disse...

voce é uma das pessoas mais maravilhosas que já conheci..uma grande poetisa...