domingo, 18 de novembro de 2007

MULHER DA REVISTA















Teu olhar me domina por não conhecer-te,
por não conceber-te como alguém.

Eterna na tua condição de fada,

não tens nenhuma procedência,
não tens decência,
não tens idade.
Não terás nenhum filho.
Não casarás!

O mundo em que vives é esse:
o flat,
a praia encantada,
a piscina,
a sala de estar magnífica,
a cama!...
_Dimensão própria de ti.

Parfeita!
Doce!
Ilusória!...
Ilusão...



Marcelo Farias. Ilustração: Mel Lisboa - revista Playboy, 2004.

2 comentários:

Flávio Mello disse...

Maneiro o poema, seu sacana...
gostei muito...
abraço

Bento Calaça disse...

ai idéia é super show para
um poema!mas sendo vc ainda trabalhava mais esse poema
no sentido de deixa-lo menos explicito e mais poético.Lagumas metáforas cairiam bem ai.

abração!