quarta-feira, 7 de novembro de 2007

















Se uma gota de mágica
caísse na minha mão
agora eu não saberia
medir sua profundidade.
Que coisa misteriosa!
A noite é negra e azul.
Como pode voar além
a coruja que conta as horas
na sala de minha casa?


O VINHO RESPONDERÁ
Marcelo Farias - Para Entender a Mágica

Um comentário:

Diannus do Nemi disse...

.

Comentar poesia é estragá-la.

Lindo,
Abraço!

.