quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

O LIVRO

















Fácil de ler...
Literatura viva!
Conto doméstico
difícil de crer.

Compêndio etílico...
de texto ilusório,
linguagem rebuscada
e caráter mítico.

Volume inacabado...
Edição quase rara!
Biblos de uma vida,
de conteúdo limitado.

De couro encadernado...
Autor de mim mesmo!
Semente futura no mundo
do fruto já passado.

Beto Reis

3 comentários:

MARCELO FARIAS disse...

Simplório, mas perfeito!

medusa que costura insanidades disse...

gostei
todo escritor alucina um desses

Me Morte disse...

muito bom, adoro esse cantinho, melhor a cada post.